Os limites da VEJA - VERT: explorando os desafios da transformação constante

Os limites da VEJA

VEJA está em constante transformação e estamos cientes dos limites inerentes ao próprio projeto.

Fabricação

Os ilhós não contêm níquel, mas são feitos de metal que não fornecemos.

Tênis Nova High Top Canvas Black Pierre

Paraísos fiscais

Desde o início da VEJA, sempre tentamos nos ater a bancos que não possuem filiais em paraísos fiscais. Por isso, a NEF sempre foi nosso parceiro de escolha para financiar nossas operações, e também trabalhamos com o Crédito Cooperativo.

Por outro lado, nosso site de comércio eletrônico ainda conta com parceiros bancários com filiais em paraísos fiscais. Em essência, VEJA vende em todo o mundo, e nossos parceiros habituais não oferecem esse nível de serviço.

Corantes

Os pigmentos usados ​​para tingir couro, borracha e algodão não são produtos naturais.

Usamos corantes naturais feitos de plantas e minerais em 2012 e 2013 em 40% de nossa produção, mas a qualidade dos tintos não estava à altura dos nossos padrões.

Para obter uma cor estável, sem desbotar, por enquanto, a VEJA precisa usar corantes convencionais que atendam às normas de segurança e não utilizem produtos químicos perigosos ou proibidos.

Funcionário usando pigmentos ​​para tingir couro

Couro

De 2008 a 2015, 100% do couro VEJA já era couro curtido vegetal.

No entanto, desde 2015, como os custos eram proibitivos e a qualidade não estava à altura, voltamos atrás.

Em 2023, 32% da coleção adulta e 27% da coleção infantil são confeccionadas com C.W.L., uma alternativa vegana ao couro.

Homens analisando couro tingido

Desde 2017, encontrar uma alternativa ecológica ao couro era o principal objetivo da equipe de compras da VEJA.

É por isso que em 2019, VEJA lançou um de seus primeiros modelosem C.W.L., um material vegano e de base biológica, então produzido na Itália.

Mas se fosse um passo adiante na época, não poderíamos rastrear o algodão usado para a base  da lona. O algodão utilizado não era orgânico.

Então decidimos reinventar o C.W.L. em 2020 e rastreá-lo ainda mais. Meses de pesquisa nos deram uma composição melhor agora produzida no Brasil, onde são feitos os tênis VEJA.

Este novo C.W.L., 54% de base biológica, oferece a mesma textura, suavidade e impermeabilidade que o couro. É confeccionada com lona 100% algodão orgânico comprada diretamente pela VEJA e revestida com PU, óleo de rícino e amido de milho. Nosso algodão 100% orgânico é produzido no Brasil e no Peru pelos produtores com os quais a VEJA trabalha desde sua criação.

Tênis VERT/VEJA Urca CWL White Butter
Tênis V-15 CWL White Rouille Butter Sole

Hoje, é difícil rastrear o setor de produção de milho. Devido ao grande tamanho de seus players, a indústria de bioplásticos carece de transparência. Buscamos soluções para criar uma cadeia de resíduos da agricultura orgânica.

Sabemos que essas cadeias existem. Mas o milho e a cana-de-açúcar, cultivados com e sem OGM, muitas vezes são misturados durante o processo de fermentação nos tanques de armazenamento.

Além disso, o C.W.L é composto por 50% de poliuretano, necessário para a extrusão de milho na tela de algodão.

Nossa camurça sintética é fabricada no Brasil, em uma fábrica que monitora seu uso em água e produtos químicos. No entanto, a camurça sintética permanece à base de petróleo e nosso objetivo é encontrar alternativas 100% de base biológica.

Darwin

Em junho de 2020, a VEJA escolheu DARWIN para abrir sua primeira loja de projetos de reparação e reciclagem.

DARWIN é um ecossistema urbano baseado em Bordeaux que integra inovação ecológica e social para empresas e associações.

É aqui que VEJA idealizou um espaço pensado como um laboratório para restaurar e reciclar pares VEJA desgastados.

VEJA x DARWIN reúne protótipos VEJA nunca lançados, tênis com mínimos defeitos e alguns pares de coleções antigas a preço reduzido.

Montamos uma sapataria na loja para consertar todos os tênis VEJA e outras marcas para ajudar a reduzir o desperdício.

Sapateiro consertando tênis VERT/VEJA
Parte interna da primeira loja VEJA x Darwin em Bordeaux

Desde a inauguração, nosso sapateiro consertou 4.400 pares de tênis VEJA e outras marcas.

Para aqueles pares que não podem ser consertados, VEJA's velhos e outras marcas de tênis, instalamos caixas de reciclagem para coletar e dar uma segunda vida.

Uma segunda sapataria VEJA foi inaugurada em julho de 2021 na Galeries Lafayette, Paris. Neste novo endereço, nosso sapateiro conserta tênis da VEJA, de outras marcas e também todos os tipos de calçados.

Tal como em Darwin, instalamos caixas para recolher os pares que não podem ser reparados para continuarmos a testar o nosso programa de reciclagem.

Nossos sapateiros na loja consertaram cerca de 19.000 pares até agora.

Tendo visto o sucesso dos nossos serviços de reparação, percebemos que queríamos continuar a trabalhar neste projeto.

No momento, não podemos reciclar tênis de outras marcas, uma vez que a sua composição é difícil de rastrear e podem conter produtos químicos perigosos. Mas iremos reutilizá-los para outros projetos (doações, arte, etc.)

Loja de sapateiro na Galeries Lafayette
Tênis VERT/VEJA sujos de barro representando a durabilidade

Durabilidade

Trabalhar com materiais naturais às vezes pode comprometer a durabilidade. Nosso objetivo é que um par de VEJA dure ainda mais.

Uma sola de borracha selvagem é mais resistente do que uma sola de tênis de plástico tradicional? O uso de couro é mais ecológico do que o uso de plástico 98% à base de óleo? A lona de algodão orgânico é mais resistente do que a lona de algodão cultivada com pesticidas? Se conseguirmos responder sim a todas essas perguntas, a aposta terá valido a pena.

Consumo excessivo

Embora tenhamos orgulho de nossos tênis e da maneira como os fazemos, outras perguntas imploram por serem respondidas. Será que realmente precisamos comprar tantos pares de tênis? Sabemos que nosso produto está na moda, mas é necessário fetichizá-lo dessa maneira? Ter sempre possuir o estilo mais recente?

Tênis Rio branco Hexamesh Gravel Lavande e tênis Campo Moutarde
Fotografia dos 2 fundadores e únicos acionistas da VERT/VEJA

Governança

VEJA é uma LLC; os 2 fundadores são os únicos acionistas.

Em termos de governança, optamos por nos manter organizados de uma forma que pode parecer antiquada para uma empresa em crescimento, pois acreditamos que a democracia pode se diluir sob as pressões do capitalismo: assim, trazer investidores de fora para o capital da VEJA poderia prejudicar a integridade do projeto.

Transporte

Na VEJA utilizamos principalmente o transporte marítimo para enviar nossos tênis do Brasil para nossos armazéns logísticos. Ocasionalmente, recorremos ao transporte aéreo. Em 2022 e 2023, menos de 0,5% dos pares produzidos no Brasil foram enviados por avião.

Este site utiliza cookies. Ao continuar a sua navegação neste site, você concorda com a Política de Cookies da VEJA STORE.
Em caso de dúvidas acesse nossa Política de Privacidade de Dados